23 de ago de 2009

Férias para Coroinhas?

ferias

Este é um assunto um tanto delicado de se tratar.

Sabemos que chega um tempo que temos de parar para recuperar as forças e continuar na caminhada. Isto é observado em toda e qualquer atividade.

Mas porque férias? Quando podem ser férias? Quanto tempo será as férias?

Estas são as perguntas que possivelmente já nos fizemos nos grupos que participamos. Alguns fatores podem levar o grupo a “pedir um tempo”, dar uma pausa em suas atividades:

  • · Cansaço;
  • · Estagnação;
  • · Período de férias escolares e outros.

Todo o grupo deverá se reunir – pelo menos a maioria – para discutir a real necessidade de dar férias às atividades. Feito isso, faço algumas considerações e sugestões:

Particularmente, só acho interessante dar férias se houver necessidade. Primeiro porque muitos grupos não realizam tantas atividades, como reunião semanal. Alguns grupos se reúnem mensalmente. Então para quê as férias?

Entretanto conheço grupos que se reúnem todo domingo, cada coroinha é escalado para 3 missas semanais por mês, além de participar das missas do domingo; e ainda colaboram nas festividades de padroeiros de comunidades, que por sinal são constantes. Aí sim vejo uma grande necessidade de parar, dar um tempo, para recobrar as energias.

Todo mundo tem uma vida ocupada: família, estudo, outros grupos, etc.

O meu conselho é parar.  Mas parar não no sentido de abandonar o grupo, o ministério, e sim de descansar um pouco. Isto pode soar meio catastrófico, mas no fim saberemos que é essencial.

Pela minha experiência com grupos de coroinhas, pude observar coisas que deram certo. Por exemplo: que tal dividir as férias entre os membros do grupo? Vou explicar: as atividades não podem parar a Igreja não pode parar por completo. Aonde os fiéis iriam? Sugiro dividir o grupo em dois: enquanto um tira férias o outro continua com os trabalhos. Quando o grupo que estava parado voltar, já descansado e entusiasmado, reassumirá os trabalhos e os demais farão o seu período de férias.

Acho esta uma medida bem sensata para ser tomada.

Outra coisa que pode ser feita é paralisar por um tempo apenas algumas atividades que o grupo desempenhava antes: as reuniões, as atividades em comunidades. Continuando apenas com o serviço do altar nas missas.

Por fim, quero deixar bem claro que tudo depende da realidade de cada grupo de coroinhas. Alguns coroinhas, querendo ou não, terão de se ausentar do grupo no período de férias, porque toda a família irá viajar, por exemplo. O que cabe neste momento é a sensatez com o que o grupo tratará este assunto. Conversem também com o pároco, vejam o que ele tem a dize sobre isso.

E lembrem-se: não cobrem do pároco o auxílio-férias, porque o que ganhamos como coroinhas não é deste mundo. rsrsrs

2 comentários:

  1. Quando eu era coordenador dos Coroinhas na minha paróquia, após a oitava da Páscoa, Tríduos e novenas eu parava uma semana (de segunda à sexta)para descansar e começar outra solenidade. Essas pausas são necessárias principalmente para aqueles que servem todos os dias. Se não a pessoa se estressa.

    ResponderExcluir
  2. Felipe,

    Concordo plenamente. Sempre é preciso uma pausa para repor as energias, se não além de se estressar o grupo se torna algo rotineiro.

    ResponderExcluir

Antes de publicarmos o seu comentário ele deverá passar por avaliação do Autor do Blog.

Comente este Artigo.
Ou apenas quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Portal do Coroinha
Agradece pelo seu comentário
Deus abençoe você e toda a sua família!!!