30 de abr de 2009

Quem é o Coroinha?


Primeiro, um pouco de História:



No início da Igreja, quando ainda eram vivos os apóstolos, as comunidades cristãs se reuniam nas próprias casas para celebrar a Eucaristia. Mas ser cristão era proibido na época. O imperador perseguia e até matava quem se declarasse seguidor de Jesus. Por isso que as celebrações eram escondidas.


Porém, no ano de 313, o imperador Constantino, passou a ser cristão. Desta forma, todos podiam ser cristãos também, agora sem nenhum problema ou perseguição.


A partir de então foram surgindo grandes igrejas, construídas em todos os cantos. E as celebrações ficaram diferentes: com muitas e grandes igrejas e com muitas pessoas.


Agora pense:

  • Você já participou de uma celebração em casa, com pouca gente? Como é a participação?
  • E quando há muitas pessoas como é a participação? Responda pelos comentários desta postagem.

Dessa forma, foram surgindo diversas funções e lugares próprios para cada um na Igreja. Vejamos quais eram as funções:

  • bispo ou padre
  • acólitos
  • sacristão
  • povo

As igrejas tinham várias repartições como veremos a seguir:


Presbitério: Onde ficavam os padres e o altar.


Coro: Fica junto do presbitério. Nele ficavam os cantores e instrumentistas e todos aqueles que tinham uma participação ativa na celebração: acólitos e sacristão.


Nave: Parte central da igreja, onde ficava o povo. Naquela época, o povo apenas assistia à celebração. Não participava ativamente como hoje. Nem dos cantos podiam participar. Hoje todos sabemos que a participação ativa na celebração é muito importante.

Os coroinhas surgiram neste ambiente. Eram chamados "meninos do coro", donde vem a palavra coroinha.



Durante o dia, eles ficavam em casa com seus pais, mas à tarde, na hora da oração da igreja, eles iam para o coro recitar as orações e acompanhar o Padre nas funções litúrgicas.

Função litúrgica é tudo o que está ligado à celebração: cantar, servir ao altar...



Os meninos do coro aproveitavam um pouco do tempo para aprender a ler e escrever com os padres, porque naquele tempo ainda não havia escolas. Aprendia também um pouco de música, para poder acompanhar os cantos. Quando a missa era rezada em latim, o povo não respondia às orações. Apenas o coroinha era quem recitava as respostas.


Os anos foram passando e a liturgia ganhou novas formas de participação. O povo começou a participar mais ativamente nos cantos, nas leituras e nas respostas. Todos puderam se aproximar mais do altar.


O MINISTÉRIO DO COROINHA também evoluiu. Hoje o coroinha:

  • Serve ao altar
  • acompanha o celebrante
  • canta
  • reza
  • participa
  • acompanha os ministros Extraordinários da Eucaristia e desempenham outras funções.

O Coroinha não é um enfeite.

Ele tem uma função importante

Ele desempenha um ministério,

um serviço importante.


0 comentários:

Postar um comentário

Antes de publicarmos o seu comentário ele deverá passar por avaliação do Autor do Blog.

Comente este Artigo.
Ou apenas quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Portal do Coroinha
Agradece pelo seu comentário
Deus abençoe você e toda a sua família!!!