24 de ago de 2010

Santos, Bem Aventurados e Testemunhas do Serviço do Altar

Hoje vou começar publicar uma série de postagens sobre alguns santos patrono dos acólitos/coroinhas, essa é uma sugestão de postagem enviada pelo nosso amigo Marcos Vinícius dos Santos, como a postagem fala de alguns santos e é muito grande resolvi colocar uma postagem a cada dia falando de cada santo.

Acompanhe as postagens dos santos clicando na categoria: Santos Patronos

SÃO TARCÍSIO
PATRONO UNIVERSAL DOS ACÓLITOS E COROINHAS


Nasceu por volta do ano 245 da era cristã em Roma e pertencia à comunidade cristã. Aos 12 anos já servia como coroinha nas missas do papa Sisto II realizadas nas Catacumbas(tunéis subterraneos,como uma especie de porão). No decorrer da terrível perseguição do imperador Valeriano, muitos cristãos eram presos e condenados à morte. Nas tristes prisões à espera do martírio, os cristãos desejavam ardentemente poder fortalecer-se com a Eucaristia. O difícil era conseguir entrar nas cadeias para levar a comunhão.
No dia 15 de Agosto de 257, as vésperas do martírio dos presos, o Papa não sabia como levar a sagrada Eucaristia à cadeia. Foi então que o Tarcísio se ofereceu dizendo “eu vou santo padre” “eu não tenho medo” “prefiro entregar minha vida, mas não entrego Jesus aos pagãos” “creio que nunca desconfiarão de uma criança”.
Comovido com esta coragem, o papa entregou numa caixinha de prata as Hós-tias que deviam servir como conforto aos próximos mártires.

Passando pela via Ápia, Tarcisio vai dizendo bem baixinho “Que bom que está comigo Jesus, saiba que nunca te abandonarei”. Lá ele encontra alguns amigos, que eram pagãos e notaram seu estranho comportamento, logo começaram a questionar o que trazia, já suspeitando de algum segredo dos cristãos. O garoto, porém, negou-se a responder, e não mostrar o que trazia. Então os meninos furiosos bateram nele e o apedrejaram, até que uma pedra na cabeça levou Tarcisio ao chão. Um soldado que chamado Quadrato, que ocultamente era cristão, avistou tal agitação e apartou os moleques. Reconheceu Tarcisio e o levou para as Catacumbas.
Nas catacumbas, Tarcisio entrega a sagrada eucaristia nas mãos do Papa e entrega a sua vida, dando exemplo de amor e zelo ao Santíssimo Sacramento.

Essas informações são as únicas existentes sobre o pequeno acólito Tarcísio. Foi o papa Dâmaso quem mandou colocar na sua sepultura uma inscrição com a data de sua morte: 15 de agosto de 257

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de publicarmos o seu comentário ele deverá passar por avaliação do Autor do Blog.

Comente este Artigo.
Ou apenas quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Portal do Coroinha
Agradece pelo seu comentário
Deus abençoe você e toda a sua família!!!