24 de mai de 2011

Missa Solene Comum

Artigo enviado por: Delcio Santos 
--------------------------------------------------------------------

Missa Parte por Parte:

• A missa solene começa nos seus preparativos, onde os acólitos deveram estar presentes 30 minutos antes do início da celebração.

• O Cerimoniário ou acólito dirigente ira distribuir os serviços entre os acolitos

• Faltando 10 minutos para o início da missa, os acólitos se encaminham para a porta principal para darmos o início da celebração.

• Assim que o padre chegar à porta principal, o tuliferário e o naveteiro levam o turibulo para o padre, para que o padre abençoe e depois de escutada as intenções, inicia-se a procissão de entrada. Por esta ordem:


- o cerimoniario
- naveteiro e o turiferário
- ceriferários e, ao centro destes, o cruciferário.
- coroinhas, acolitos e/ou acólito dirigente.
- leitores e ministros extraordinários da comunhão
- cerimoniário e diácono com o Evangeliário/Lecionário
- sacerdote
Nota: Tratando-se de uma missa presidida por um padre, mas quando presidida por bispo, atrás deste tomam lugar os acólitos encarregados do báculo e da mitra e o outro cerimoniário.

• Chegados à escada do presbitério, o tuliferário junto com o naveteiro ficam proximo ao altar para que o padre possa incensar o mesmo, o cruciferário, os ceroferários completam as suas funções (colocando a cruz e os castiçais nos locais apropriados) e dirigem-se aos respectivos lugares

• Os restantes acólitos se dirigem para os cadeiras que lhes estão reservados, o cerimoniario acompanha presbítero e com ele faz a reverência prevista (vénia), feita na base da escada, sobe a escada junto com o padre.

• Após o beijo do altar (feito apenas pelo padre), o padre abençoa novamente o turibulo e insença o altar, e logo após o sacerdote ocupa a presidência começando os Ritos Iniciais.

• Ritos de Inicias:
- Sinal da cruz: “Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo...”
- “A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai ...”.
- Ato penitencial: “Irmãos, para celebrarmos dignamente...”
- exame de consciência e “confissão”
- “Senhor, tende piedade de nós...” (pode ser cantado)
- absolvição sacerdotal
- “Glória...” (nas festividades e solenidades) – cantado ou recitado
- Oração do Dia: “Oremos:...”


• Quando o celebrante proferir «Por Nosso Senhor ... », os acólito acolitos fazem uma pequena reverência.

• Ao fim da oração do dia, o cerimoniario ou o acólito desiguinado retira o suporte do missal, todos os acólitos, depois que o sacerdote se sentar também os mesmos se sentam juntos. O comentarista irá fazer uma breve introdução às leituras.


• Liturgia da Palavra:
- Primeira Leitura – feita por um leitor
- Salmo Responsorial (canto de meditação) – todos cantam
- Segunda leitura – feita por um leitor (se houver)
- Canto de aclamação ao Evangelho (aleluia ou outro) – todos cantam

• No início do refrão Aleluia (ou outro cântico, conforme o tempo litúrgico), todos se levantam. No começo do canto da estrofe, os ceriferários dirigem-se para o ambão, onde ira ser proclamado o Evangelho. Posicionando-se um de cada lado, voltados um para o outro.*

* Em algumas paróquias o turiferário e o naveteiro levam o turíbulo ao sacerdote no momento do canto de aclamação para pôr incenso e que seja abençoado, depois os mesmos se dirigem para próximo do ambão da proclamação do evangelho, onde o sacerdote depois da proclamação e antes da leitura do evangelho, incenssa o Evangeliário ou o Lecionário.

• Ao Fim da proclamação do Evangelho, os ceriferários colocam os casticais na credência e voltam para os seus lugares. O tuliferario coloca o turibulo lá fora e o naveteiro coloca a naveta na credência e voltam para os seus lugares.

• Homilia

• Começado o creio, o tuliferario coloca mais carvão no turibulo, e o cerimoniario retira o Evangeliário da mesa da palavra.

• Após o Credo, os acólitos (apenas os desiguinados para as funçoes que seram desempenhadas) e os coroinhas deixam o presbiterio.

• Assim que começa a musica do ofertório, todos os acólitos que não tenham funções a cumprir também se sentam.

• Durante a preparação das oferendas, quando os coroinhas que estiverem com as galhetas entrarem, o tuliferario entra junto com o naveteiro, assim que o padre terminar de fazer as suas orações, ele colocara o incenço no turibulo e insençara o altar*** e depois entregara o turíbulo ao diácono (se não houver diácono, entrega para o cerimoniário) e depois o diácono incensa o sacerdote e a assembléia.
*** Assim que o presidente da celebração estiver insensando a cruz, os acólitos, não se voltam para ela, continuam de frente para a Assembléia.isso tambem valendo para a procissão de entrada.

• O turiferario e o naveteiro continuam proximos a credência ate a hora en que tocar a musica do santo

• Assim que acabado as suas funções os acolitos retornam ao seus lugares.

• Quando o sacerdote proclamar «Orai irmãos...» todos se levantam.

• Se o Santo for proclamado,”...Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo ...” o tuliferario entra do lado esquerdo do altar e o naveteiro do lado direito e se encontram na frente da mesa do sacrifício (altar). Mas se o Santo for cantado, o tuliferário e o naveteiro só iram para frente do altar assim que a musica estiver acabando.

• Acabada a musica do Santo, o presidente continua, assim que for dito “...Santificai...”ou “...Mandai vosso Espírito Santo...” o tuliferario e o naveteiro se ajoelham e se toca a sineta.

• Assim que o padre elevar o pão a ser consagrado, o tuliferario faz três ductos ou três hictos tripos todos no centro. Repetindo também quando o calice for elevado.

• Quando o sacerdote proclamar “Eis Mistério da fé!”, o tuliferário e o naveteiro se lenvantam e assim que terminar a resposta da assembléia, o tuliferário e o naveteiro fazem uma reverência juntos e se retiram, saindo pelo mesmo lado que entrou.

• Dai para frente, segue-se a missa como o de costume.


Funções dos acólitos dentro da celebração:

• Cerimoniario ou Acólito Dirigente:
- Chegar com 30 minutos de antecedência
- Distrubuir as funções entre os demais acólitos
- auxiliar os acólitos no decorer da missa
- Sempre estar atento ao padre, ao diacono, ou a qualquer pessoa da equipe de trabalho
- fazer com que a cerimonia ocorra com facilidade e livre de ruídos.


• Tuliferário:
- Chegar com 30 minutos de antecedência
- Acender o turibulo com 20 minutos de antecedência
- Na porta central entregar o turibulo ao padre para que seja colocado incenso
- Entregar o turibulo ao padre para que ele possa colocar incenso e incensar o altar tanto na entrada quanto na hora do ofertório
- Entregar o turibulo ao padre para que ele possa colocar incenso e incensar o Evangeliário ou o Lecionário na hora da Proclamação do Evangelho
- Insensar o pão e o vinho na hora de serem consagrados



• Naveteiro:
- Chegar com 30 minutos de antecedência
- Sempre acompanhar o tuliferário, e auxilia-lo na hora de acender o turíbulo



• Ceriferários:
- Chegar com 30 minutos de antecedência
- Levar as velas na procissão de entrada
- Na hora do Evangelho
- Na procissão de saida


• Suporte e Missal
- Normalmente essa função fica com os ceriferaios, ou seja, um leva o missal e o outro o suporte



• Cruciferário:
- Levar a cruz na procissão de entrada
- Auxiliar os coroinhas
- Levar a cruz na procissão de saida

1 comentários:

  1. Olá Irmãos a paz Meu Nome é Jefferson Sou Um coroinha ii estou prestes a virar acólito ii entrei no site Amei o site parabéns

    ResponderExcluir

Antes de publicarmos o seu comentário ele deverá passar por avaliação do Autor do Blog.

Comente este Artigo.
Ou apenas quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Portal do Coroinha
Agradece pelo seu comentário
Deus abençoe você e toda a sua família!!!